Segurança Cibernética

Sugestões simples para se proteger do crime cibernético

Os crimes cibernéticos são cada vez mais comuns, e os ataques a particulares (e empresas) têm aumentado exponencialmente de ano para ano.

Desta forma, é essencial que saiba algumas dicas simples, práticas e eficazes para proteger o seu computador contra eventuais ataques.

É importante, contudo frisar, que a implementação destas sugestões não irá garantir a 100% que não seja vítima de um ataque virtual, contudo, irá ajudar a evitar os mesmos.

Assim sendo, veja de seguida as 6 dicas que temos para lhe dar.

6 sugestões para proteger o seu computador do crime cibernético

Com o aumento do acesso aos meios de comunicação virtuais, a verdade é que não são apenas vantagens que advém dessa facilidade.

Muitas vezes, existem algumas desvantagens, e que neste caso são o aumento da hipótese de ser vítima de um crime cibernético. Mas, iremos dar-lhe de seguida algumas sugestões que ajudam a prevenir esses ataques.

1 – Faça log off nas redes sociais e email

Quantas vezes faz “Sair” sempre que está nas redes sociais, vê o seu email ou consulta o saldo do banco no computador ou telemóvel?

Pois bem, provavelmente a resposta às 2 primeiras questões deve ser “Nunca” ou “Muito raramente”. Já no que concerne a 3ª questão, a resposta é capaz de ser “Quase sempre”.

Pois bem, muitos dos crimes cibernéticos passam por roubo de passwords e acesso a dados pessoais.

Assim sendo, fazer log off sempre que vê o email, faz scroll nas redes sociais ou vê o extrato bancário, é uma boa forma de salvaguardar os seus dados, principalmente se o esta a fazer através de um computador que não é o seu.

2 – Use paswords complicadas

A verdade é que a grande maioria dos sites já “obriga” à criação de uma password que contenham pelo menos letras minúsculas, maiúsculas, números e caracteres especiais.

Contudo, a verdade é que apesar destes requisitos são ainda muitas as pessoas que optam por ter a data de nascimento, o clube de futebol, o nome dos filhos ou da namorada…

Estas passwords são simples de aceder e fazem com que haja uma maior probabilidade de as mesmas serem descobertas (sendo assim simples aceder às suas informações pessoais).

3 – Tenha o sistema operativo e as aplicações atualizadas

A verdade é que uma das melhores formas de manter a segurança online e evitar crimes cibernéticos, passa essencialmente por manter as patches, o sistema operativo e as aplicações que tem instaladas nos seus dispositivos sempre atualizadas.

Ao realizar os updates das mesmas, vai impedir que hackers consigam aproveitar as vulnerabilidades do sistema de forma a acederem remotamente ao seu computador.

Embora estas atualizações não sejam suficientes para garantir a segurança dos seus dispositivos, a verdade é que vai dificultar os acessos indesejados.

Outra questão importante é manter sempre o browser do computador atualizado e preferencialmente com bloqueio automático de publicidade ou sites indesejados (pois existem imensos sites que são usados para infetar o seu computador com vírus).

4 – Verifique as configurações de segurança do computador

A verdade é que computadores que tenham sido recentemente adquiridos, podem não ter os níveis de segurança desejáveis.

A configuração de aplicações online, do browser e dos programas de email, devem ser áreas que merecem a sua atenção de forma mais significativa.

Isto é essencial, pois as configurações dos browsers vão determinar o que é que acontece quando acede a determinado site ou página.

Desta forma, ao ter configurações de segurança mais rigorosas irá ter maior controlo sobre o que é que é descarregado para o seu dispositivo.

5 – Proteja ao máximo as suas informações pessoais

Sabemos que estamos numa época em que o e-commerce está em franca expansão, e para poder receber comodamente as suas compra em casa tem de fornecer um sem número de informações pessoais como é o caso do nome, email, morada, contacto, número do cartão de crédito…

Assim sendo, é importante que tome alguns cuidados na hora de confirmar as encomendas. Tenha especial atenção a:

a) Mensagens de email falsas – Por norma contém erros de sintaxe e de gramática, o URL de destino pode parecer-lhe estranho…

b) Não responda a emails que pedem informações pessoais – Lembre-se que empresas de verdade não lhe vão enviar um email a pedir os seus dados (pelo menos sem o contactarem previamente a questionar);

c) Não carregue em links de emails suspeitos – A forma mais simples de infetar um computador com vírus é através da abertura de links que transferem de forma automática os malwares para o seu computador sem que se aperceba disso;

d) Olhe para o URL – Nos dias que correm é importante olhar para o URL de um site e verificar se o mesmo começa por HTTPS. A diferença está apenas no “S” mas o mesmo distingue um site que tem protocolos de segurança ativos de um site pouco fiável.;

e) Tenha atenção às políticas de privacidade – Perceba como é que as empresas recolhem os seus dados e o que é que podem fazer com os mesmos;

f) Não faça download de ficheiros provenientes de emails desconhecidos – Pois esta é uma forma também muito utilizada para infetar o seu dispositivo;

6 – Nunca partilhe imagens ou informações comprometedoras

Embora possa parecer uma dica bastante estranha, a verdade é que muitas pessoas, cometem o erro de enviar fotografias ou informações comprometedoras a pessoas que mal conhecem.

O verdadeiro problema? Pois bem, muitas vezes a mesma não é tão integra como se faz parecer e as suas fotografias ou informações podem acabar espalhadas pela internet sem que você tenha conhecimento (ou dado autorização) disso.

Estas são apenas 6 das muitas dicas que lhe poderíamos dar relativamente à prevenção de crimes cibernéticos, contudo, as mesmas vão ajudar a manter a sua segurança.

Contudo, frisamos novamente que não garantimos que as mesmas protejam a 100% o seu dispositivo, mas vão claramente ajudar a manter a sua segurança.