Cyber Crime

Crime cibernético é já uma das maiores ameaças para as empresas

Quem tem uma empresa sabe que existem diversas questões de segurança (principalmente devido ao aumento do crime cibernético) que têm de ser tidas em conta de forma a nunca perder nenhuma informação que seja relevante para o negócio.

No entanto, a verdade é que com a evolução da internet, houve também uma evolução enorme no que concerne os crimes online e por isso é importante assegurar a segurança do parque informático.

No caso das empresas, a grande maioria dos crimes passam essencialmente pelo pishing e pela colocação de vírus e malwares que infetam os computadores e a sua performance.

Aumento da criminalidade online – é importante estar atento

Nos últimos anos os ataques informáticos com recurso a vírus e malwares aumentaram mais de 50% e são muitas as empresas que estão expostas a estes infortúnios sem sequer saberem.

Contrariamente ao que as empresas pensam, as PME acabam por ser os alvos mais cobiçados pelos criminosos online, uma vez que as suas barreiras de segurança são sempre mais frágeis que a das grandes empresas.

É ainda importante ter em conta que existem 2 meios comuns para a propagação de um vírus dentro de uma empresa:

1 – Website – Por vezes acontecem downloads automáticos sempre que um utilizador entra num site. Os mesmos são perigosos pois o utilizador nem sequer se apercebe que ocorreram.

Desta forma, é importante que tenha sempre atenção aos endereços de sites que visita, pois um site com vulnerabilidades é meio caminho andado para um problema em grande escala.

2 – Email – Em muitos casos estes tipos de vírus são difundidos também através de emails, tais como notificações da segurança social, atos e contratos, informações sobre compras, fazendo-se passar por entidades confiáveis.

Como se proteger de um crime cibernético?

Existem diversas formas de se proteger de um crime cibernético – nomeadamente um ataque informático, contudo, hoje iremos dar-lhe 7 dicas simples e de rápida implementação que o vão ajudar a prevenir os mesmos. Conheça-as de seguida.

1 – Formação dos colaboradores

O primeiro passo para a proteção da sua empresa contra crimes online passa pela formação dos colaboradores.

Diversos estudos, indicam que um em cada cinco ataques informático deve-se devido ao descuido ou desconhecimento dos mesmos.

Uma forma simples e vulgar de crimes cibernéticos a empresas passa pelo envio de um email com ficheiros infetados com os vírus.

Por isso, e de forma a evitar problemas é essencial que os seus colaboradores sejam instruídos a não abrirem emails de remetentes desconhecidos ou suspeitos.

2 – Controlo do acesso aos dados

A grande maioria das empresas utiliza pastas partilhadas entre os vários colaboradores (muitas vezes colaboradores externos – vulgo freelancers).

Contudo, se restringir o acesso a este tipo de pastas, vai prevenir que qualquer pasta que esteja infetada, não afete a totalidade do sistema, já que se encontra num subsistema diferente.

3 – Reforce os sistemas de endpoints

Embora os antivírus tradicionais sejam imprescindíveis, é essencial que a sua empresa recorra a versões corporativas de endpoint protection, que têm como principal intuito identificar proactivamente arquivos em risco, realizando o seu bloqueio imediato sem colocar em risco o desempenho do computador.

Tenha também em conta, que a grande maioria dos hackers consegue aceder ao equipamento explorando as vulnerabilidades de softwares desatualizados.

Assim sendo, tenha sempre tudo atualizado, de forma a proteger o seu computador, mas também a melhorar o desempenho do mesmo.

4 – Implemente aplicações de segurança em dispositivos móveis

A verdade é que o desenvolvimento da tecnologia tem permitido que cada vez mais as aplicações corporativas sejam acedidas através de smartphones.

Contudo, esse acesso, significa uma maior vulnerabilidade a ataques (já que por norma smartphones e tablets têm níveis de proteção muito inferiores).

De forma a prevenir este tipo de ameaça, é importante que implemente tecnologias de segurança mobile que garantem não só a produtividade dos colaboradores como também a segurança de todas as informações.

Além disso, deve sempre instruir os mesmos a não descarregarem aplicações que não sejam das lojas oficiais (Google Play, App Store, Microsoft Store).

5 – Tenha firewalls recentes

A verdade é que os modelos mais tradicionais de proteção e filtragem de acessos (firewalls) e os antivírus tradicionais já não conseguem dar uma resposta integrada e fiável à grande maioria dos crimes cibernéticos que são praticados.

Desta forma, é essencial que a sua empresa tenha instalados os novos modelos de firewalls que permitem de forma simples, gerir e analisar qualquer tipo de ameaça que possa eventualmente surgir, respondendo à mesma em tempo útil.

6 – Use sistemas wifi com tecnologia de prevenção de intrusos

A grande maioria das soluções de administração de redes wireless não consegue impedir que dispositivos não autorizados se liguem ao sistema ou bloquear ameaças exteriores.

Se um dispositivo infetado com algum tipo de vírus se ligar à sua rede, muito provavelmente o vírus irá espalhar-se pelos servidores e bloquear (ou eliminar) todas as informações existentes.

Assim sendo, e de forma a evitar ataques informáticos, deve implementar sistemas WIPS (Wireless Intrusion Prevention Systems) que previnem acessos não autorizados à rede.

Além disso, os mesmos garantem um elevado desempenho e a aplicação de políticas de segurança a todos os dispositivos que estejam conectados.

7 – Tenha um sistema de backup

Para o caso de todas as medidas de segurança falharem num crime cibernético, é essencial que tenha um sistema de backup regular que lhe permita guardar a informação de forma constante, garantindo que não irá perder nada que seja essencial para o desempenho do seu negócio.

No caso de algum ataque (ou mesmo de um problema) só precisa de repor a informação.

Agra que já sabe porque é que o crime cibernético é cada vez mais uma preocupação das empresas, verifique se o seu sistema de segurança está realmente a fazer o seu trabalho ou se pelo contrário é importante que faça um upgrade ao mesmo.